cartas

Núcleo da Mundet do Ecomuseu Municipal do Seixal

Núcleo da Mundet do Ecomuseu Municipal do Seixal
Em 1905, estabeleceu-se no Seixal a firma L. Mundet & Sons. Esta fábrica, que se tornaria a maior empresa do setor corticeiro do país e, durante algum tempo, do mundo, reconhecida também pelo seu papel inovador na área da política social, viria, a partir de meados da década de 1950, fruto do aparecimento de novos materiais como o plástico, a entrar num lento processo de decadência.

Em 1988, após um longo período de lutas sociais e de várias tentativas de viabilização económica, a fábrica é definitivamente encerrada.

Em 1996, é adquirida pela Câmara Municipal do Seixal, que musealizou dois edifícios da Fábrica – Edifícios das Caldeiras Babcock & Wilcox e o Edifício das Caldeiras de Cozer. Nestes dois espaços, é possível visitar exposições temporárias relativas ao património industrial do concelho. A Mundet apresenta-se hoje como um lugar carregado de história e de vida de algumas gerações de seixalenses.

Horário de inverno (outubro-maio): 
Terça a sexta-feira, das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas
Sábado e domingo, das 14 às 17 horas

Horário de verão (junho-setembro):
Terça a sexta-feira, das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas
Sábado e domingo, das 14.30 às 18.30 horas

Encerramento: segunda-feira, feriados nacionais e municipal

Morada : Largo 1.º de Maio, Seixal

 

contentmap_plugin

raposinho

 

banner-nautical-center

 

IHidrografico

IM